Skip to main content

Medievalia Mourão

Atualizado em 04/08/2020

Entre os dias 27 e 29 de julho a vila de Mourão vai estar em festas ao imergir na época medieval.

​​
​Entre os dias 27 e 29 de julho a vila de Mourão vai estar em festas ao imergir na época medieval e recuar sete séculos no tempo, revivendo o quotidiano civil e militar da época através dos ofícios e da interação com o público.
Estamos algures no ano de 1387, século XIV, no castelo de Mourão, no reinado de D. João I, conhecido como o Mestre de Avis, e dois anos após a Batalha de Aljubarrota. Aqui podemos encontrar um acampamento civil e militar com tendas e botequins de época, onde decorrem atividades como:
– Armaria: exposição de vários tipos de armaduras do séc. XIV e exposição de armamento (espadas, adagas, arcos, bestas, lanças, alabardas);
– Cozinha: com o mestre de cozinha e padaria na qual confecionam amostras de ementas de época, feitas em fogueira e forno de lenha, e pão confecionado também em forno de lenha recorrendo a vários tipos de cereais de época. O pão é preparado desde a moagem dos cereais (utilizando uma mó) até à confeção e cozedura;
– Entalhador: o mestre entalhador, utilizando a metodologia medieval, decora, através do entalhe, peças em madeira (baús, cadeiras, panóplias de armas, brasões de armas) e instrumentos musicais;
– Carpinteiro: o mestre carpinteiro produz em madeira instrumentos de lavoura, utensílios de cozinha, mobiliário e partes de armas de haste;
– Botequim do Barbeiro Cirurgião: o mestre curandeiro e barbeiro explica aos visitantes a arte da cura na idade média, mostrando as diversas ervas e plantas utilizadas e fazendo mezinhas e rezas.
– Inquisição: o inquisidor mor analisa a limpeza de sangue procurando judeus, falsos cristãos novos e pecadores que não tenham cumprido os jejuns;
– Copista: a mestre copista ensina a arte da caligrafia na idade média;
Além das atividades desenvolvidas nas tendas de mester, existem outras atividades que fazem parte do quotidiano como a lavadeira, a vendedora de peixe, a vendedora de legumes, vilões que jogam aos dados ou xadrez, os homens de armas que treinam seus feitos para o torneio (torneios de cavalaria, arqueiros, infantaria, artilharia), o trovador que encanta os visitantes tocando músicas com o seu alaúde e a sua flauta.
Durante o evento existe animação de rua no interior do castelo com rábulas, grupos de música, grupo de danças orientais, teatro de rua, bobo, bufão, malabarista, cuspidor de fogo, mendigo e outros figurões.
Uma porta aberta para o passado a não perder em Mourão.

Redimensionar o tamanho da letra
Contraste