Igreja de S. Francisco

Igreja de S. Francisco - 1740, depois

​​​Edificada como Capela da Venerável Ordem Terceira da Penitência de S. Francisco, distingue-se a fachada pelo remate em lanços recortados e pelo elaborado portal de xisto gravado com a data de 1740, relativa ao presumível término da construção à época de D. João V. Apesar da escala contida, distribuem-se por esta igreja diversos motivos decorativos mostrando temas da Penitência, correlativos aos princípios da Ordem, e que aparecem no próprio cimafronte do portal, de moldura circular, interrompido por empena alojando um busto de anjo querube, mensageiro do Céu, cuja base é um friso de rosetas em relevo, estando ao centro a imagem dos braços cruzados de Cristo e S. Francisco de Assis. Acede-se à nave pelo átrio inscrito com cobertura de arco abatido, suportando este o coro alto com parapeito de balaústres. Ao longo das paredes interiores surge o programa de azulejos azuis e brancos e figuração floral. Também a Capela-mor, quadrangular como na forma habitual das igrejas mouranenses, recebeu azulejos figurados, da transição, porém, para o séc. XIX, e talvez oriundos da Real Fábrica do Rato (Lisboa). São os que comportam a decoração mais abundante, com policromia e diversidade de representação, tendo destaque os painéis com os Santos da Ordem, dois por cada pano de parede ao lado do altar (S. Ivo e Stª Margarida de Cortona, à direita, e Stª Rosa de Viterbo e S. Luís-Rei, à esquerda). O altar-mor é ocupado pela imagem processional do Senhor dos Passos, carregando a Cruz, e pelas imagens de Nª Srª da Conceição e de S. Francisco de Assis. De cada lado do altar, ainda, dois portais de modelo erudito conduzem à Sacristia e cobertura, de desenho também semelhante a outros exemplos locais. A fachada de frontão recortado tem um paralelo na Capela de Nª Srª da Saúde (Lisboa), com intervenção de 1705 atribuída a João Antunes, arquiteto régio.

Manuel F.S. Patrocínio - ​Historiador​​​​​​


igrejsfranci.jpg

igrejsfranci1.jpg

Igreja de S. Francisco

Informações Adicionais