26 maio 2015

Saberes e Sabores da Raia faz reviver tradições

Pelo segundo ano consecutivo a Feira de maio volta a ser um sucesso e atinge públicos nunca antes atingidos.

​Decorreu entre 22 e 24 de maio a feira tradicional de Mourão “Saberes e Sabores da Raia” que procurou, este ano, à semelhança do ano anterior, diversificar a oferta e inovar no que às oficinas e ao desporto diz respeito. Uma aposta ganha que resultou de forma positiva, atraindo a feira, ao longo dos três dias, dezenas de visitantes aos mais de 80 expositores e às atividades espalhadas um pouco por toda a vila. 

Saberes e Sabores da Raia é uma feira que procura valorizar a cultura e as tradições mouranenses, perpetuando no tempo, como o nome indica, os saberes e sabores ancestrais das nossas gentes, para além de estreitar ligações com os concelhos, ayuntamientos, raianos da vizinha Espanha que, mais uma vez, voltaram a fazer parte da festa trazendo até nós os seus produtos típicos e um pouco da sua cultura. 

A feira como referiu, na cerimónia de inauguração, a presidente da autarquia, Maria Clara Safara, “foi uma agradável surpresa, só conseguida graças ao empenho e à dedicação de todos os envolvidos”. Recordo que o certame resultou da estreita ligação entre o município, as associações, os produtores e os comerciantes locais que se envolveram numa dinâmica de valorização da região. Neste sentido, a Câmara Municipal volta a agradecer publicamente a todos os que estiveram direta ou indiretamente ligados à realização da feira.

Em degustação, durante o certame, estiveram os produtos locais, nomeadamente o mel, os enchidos, o queijo, o vinho, o azeite, a gastronomia, com a confeção da açorda de peixe do rio, e os doces, com a criação do 1º Concurso de Doçaria. Momentos altos, muito apreciados por quantos se deslocaram ao recinto da feira e provaram as iguarias mouranenses.

As novidades desta edição recaíram como referido, no concurso de doçaria, que contou com 13 participações, sagrando-se vencedora a tradicional Encharcada, confecionada por Xerez, Lda – Pátio de Oliveira, nos vinhos, com a Oficina para a Valorização do Vinho, a qual proporcionou diversas aprendizagens em termos de aromas e respetivas castas e também com o lançamento da Garrafa de Vinho da Cooperativa Agrícola Granja com rótulo alusivo à Feira Saberes e Sabores da Raia e nos azeites, através da Oficina para a Valorização do Azeite, que nos ajudou a entender alguns técnicas úteis e práticas na hora de ir ao supermercado e escolher um bom azeite.

Para além de tudo isto, a saúde e o bem-estar, através dos rastreios de tensão arterial e glicémia, o desporto, a dança, o teatro e a música também foram uma constante, registando a feira variadíssimos espetáculos adequados aos vários públicos. Pelos palcos passaram os grupos de teatro Clube Mourisco e Titres no Largo da Fêra, grupos de sevilhanas de Mourão e Granja, os grupos corais do concelho, o Grupo Coral de Monsaraz e Grupo de Amigos da Adega Velha, grupos de música popular, acordeonistas, e também a Banda Municipal Mouranense.

O momento de maior destaque na noite de sexta-feira foi a atuação de Micaela e no sábado a atuação de “Augusto Canário e Amigos”, antecedida pela atuação do Grupo Musical “Fandanga”. Já no domingo, estiveram no palco principal o grupo “Ventos do Sul” que regressou com toda a garra após quatro anos de paragem, e o grupo de Pinhel “Trovas da Beira”, que nos brindou com um fantástico espetáculo, resultado da parceria entre as duas autarquias.

O fecho do certame, no que às atuações respeita, ficou a cargo dos Titres no Largo da Fêra que contagiaram o público presente com a diversão e boa disposição que lhes é característico arrancando da plateia gargalhadas constantes.

​Gabinete de Informação do Município de Mourão​